Feira de Santana: Conclusão de obra do Clériston Andrade 2 está prevista para final de 2019, diz secretário

O secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas, autorizou na manhã desta quarta-feira (19) a licitação para construção do Hospital Geral Clériston Andrade 2 (HGCA 2), em Feira de Santana. Serão investidos cerca de R$ 50 milhões para a construção da nova unidade ao lado do prédio atual.

O novo hospital contará com 40 leitos de terapia intensiva (UTI), centro cirúrgico com 11 salas, além de um serviço de Endoscopia Digestiva e serviço de Apoio Diagnóstico e Terapêutico, que ofertará exames e ações de diagnóstico e de terapia.

“O hospital Clériston Andrade 2 terá um investimento de 50 milhões de reais na construção do edifício e mais cerca de 14 a 17 milhões de reais para aquisição de todos os equipamentos. Com isso nós iremos transferir do Clériston original para lá o centro cirúrgico, parte das UTIs, a parte de imagem e, nas áreas originárias do prédio antigo, nós iremos reformar e construir mais leitos de enfermaria. Ao final de toda a reforma, ampliação e modernização, juntas, as duas unidades, terão cerca de 400 leitos”, informou o secretário Fábio Vilas-Boas ao Acorda Cidade.

O diretor deo HGCA ao lado do Secretário de Saúde (Foto: Ed Santos/Acorda Cidade)

O secretário destacou ainda que o hospital terá um diferencial, que será um sistema digital de integração do sistema. Segundo ele, o HGCA 2 será o primeiro hospital que não vai usar papel, em todo o estado da Bahia.

Cronograma da obra

Sobre o cronograma da obra, o secretário informou que a licitação está estimada em 45 dias, mais 15 dias de publicação e início da obra em 60 dias. No final do mês de novembro, será dada a ordem de serviço para a construção do prédio, numa previsão de construção de 10 a 12 meses, com previsão de conclusão no final do mês de outubro de 2019. O aviso de licitação já está publicado no Diário Oficial do Estado de hoje (19). O mesmo informa que o edital para as empresas interessadas na obra estará disponível a partir desta quinta-feira (20).

Centro obstétrico

O secretário informou que a enfermaria de obstetrícia do Clériston Andrade já está sendo reformada e vai ser transformada em 40 leitos de ortopedia para fazer frente à demanda que existe em Feira de Santana. Já o centro obstétrico, que foi transferido para o Hospital Estadual da Criança (HEC) e ampliado, vai ficar definitivamente funcionando lá.

Praça de alimentação no novo hospital

Todos os ambulantes que têm barracas no muro do Hospital Geral Clériston Andrade vão ser deslocados para uma praça de alimentação no interior do novo prédio, segundo informou Fábio Vilas-Boas. “Eles já foram todos cadastrados e serão treinados pelo Sebrae. O hospital vai ter uma praça de alimentação liberada pela Vigilância Sanitária com banheiro, cozinha, dentro das normas. Não está previsto cobrança de taxas”, frisou.

Policlínica

O secretário ainda falou sobre o funcionamento da policlínica estadual, que está localizada ao lado do Clériston Andrade. Segundo ele, o funcionamento ainda não é 100% devido à falta de profissionais especializados.

Falta contratar algumas especialidades médicas e é difícil conseguir ter médicos especialistas no sistema público de saúde. Temos que trazer médicos de outras cidades e até de outros estados para fazer frente à necessidade do SUS”, afirmou.

por Acorda Cidade

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*