Jaguaquara: Alunos saem as ruas em protesto contra o Governo por exclusão do 6º ano em colégio

Com apoio dos pais, alunos do Colégio Luzia Silva, em Jaguaquara, saíram às ruas da cidade nesta quarta-feira (28), após as aulas do período vespertino, em forma de protesto contra a decisão da Secretaria Estadual da Educação de exclusão das matrículas para alunos do 6º ano do Ensino Fundamental. Considerada a melhor escola pública do Fundamental no município, o Luzia Silva pertence à instituição católica Irmãs Ursulinas e foi fundado em Jaguaquara há 70 anos, numa área da antiga Fazenda Toca da Onça, que deu origem a emancipação do município.

Segundo informações direção ao Blog Marcos Frahm, o colégio integra a lista de unidades que passarão pelo plano de reestruturação da rede pública de ensino, conforme comunicado enviado à unidade escolar pelo Núcleo Territorial de Educação (NTE 09), com sede em Amargosa, que representa a Secretaria da Educação, informando o fechamento do 6º ano. Os manifestantes percorreram as principais vias centrais.

O ato de protesto teve como ponto de partida a Praça JJ – Seabra, onde localiza-se o colégio. Com críticas ao governador Rui Costa, ao prefeito e vereadores da cidade os participantes da manifestação pública chamavam a atenção das autoridades sobre a importância da unidade para o ensino público no município e cobravam apoio das lideranças políticas locais.

A justificativa do Estado é de que a ”Secretaria garante o atendimento a todos os estudantes do Ensino Médio nas escolas estaduais da Bahia e, conforme determina o artigo n° 10 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) n° 9.394/1996, assegura o Ensino Fundamental a partir da colaboração com os municípios”.

No entanto, a direção do colégio, que oferta o Ensino Fundamental I e II, em convênios com a Prefeitura e Estado emitiu nota afirmando que a decisão do Governo traz angústia para os profissionais da educação e pais de alunos, que se posicionam contrários a suspensão do 6º ano da cota do Governo. A direção informou ainda que, o prefeito, Giuliano Martinelli, se predispôs a ir a capital baiana nesta sexta-feira (30), com uma comissão formada, para discutir o assunto na SEC.

por Blog do Marcos Frahm

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*