Justiça do RS determina apreensão de passaportes de Ronaldinho Gaúcho

O desembargador Newton Fabrício, da 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, acatou recurso do Ministério Público e determinou a apreensão de passaportes e bloqueou  emissão de novos documentos ao ex-jogador Ronaldinho Gaúcho ao seu irmão e empresário, Roberto Assis.

Os dois foram condenados por crime ambiental devido a uma construção ilegal de um trapiche, com plataforma de pesca e atracadouro na orla do Lago Guaíba, em área de preservação permanente. A outra ré no caso é a empresa Reno Construções e Incorporações Ltda.

A determinação da sentença era de pagamento de multa e outras medidas que não foram cumpridas até o momento. O processo foi julgado em 19 de fevereiro de 2015 e o valor das indenizações super R$ 8,5 milhões.

por Metro1

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*