Número de médicos e professores cai na Câmara; militares e religiosos sobem

O número de médicos e professores caiu na Câmara dos Deputados. Em contrapartida, houve um aumento na quantidade de militares.

Segundo levantamento do jornal Folha de São Paulo, os docentes, que formam hoje a terceira maior bancada da Casa, com 75 membros, cairão para 47 na próxima legislatura. Já o número de médicos caiu de 44 para 36.

Em linha oposta, líderes evangélicos quase dobraram de tamanho de 11 para 19. A bancada formada por militares, policias e delegados vai passar de 19 para 28 cadeiras

por Metro1

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*