Paul McCartney diz que John Lennon acabou os Beatles e chama Yoko Ono de ‘intrusiva’

O lançamento do novo disco de Paul McCartney, “Egypt Station”, que saiu na última sexta-feira (7), tem ficado em segundo plano diante da declaração do músico sobre o fim dos Beatles – que ele atribui ao parceiro John Lennon. Em entrevista, o radialista americano Howard Stern pergunta, à queima-roupa: “Quem terminou com a banda?”. McCartney responde, também sem rodeios: “John terminou”.

Segundo o autor de “Hey Jude”, Lennon teria chegado em uma reunião da banda e dito: “Caras, estou saindo do grupo”. Era 1970. À época, ele já estava com Yoko Onno, que era uma mulher “forte” e “intrusiva”, nas palavras do baixista.

Paul McCartney despejou seu ressentimento na letra da música “Too Many People” (1971), em versos que dizem: “Aquele foi o seu primeiro erro / Você pegou uma grande oportunidade e a quebrou em duas / Agora o que pode ser feito por você? / Você a quebrou em duas”.

por Metro1

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*