Poções: após um ano, homem envolvido em estupro coletivo é preso; primos da vítima também participaram do abuso

Um homem suspeito de participar do estupro de uma jovem, ocorrido há um ano, foi preso na quarta-feira (19), em Poções, no Sudoeste Baiano. A informação foi divulgada pela Polícia Civil nesta quinta (20). O suspeito foi identificado como Ginaldo Moreira Rocha. Ele tinha um mandado de prisão em aberto. Segundo a polícia, o crime ocorreu em julho de 2017, depois que a vítima saiu de uma festa com um grupo de rapazes. Além de Ginaldo, outros dois homens participaram do crime. Eles são primos da jovem. A dupla, identificada como William José Cirilo e Evandro José Cirilo, foi presa em flagrante após a ação. Ginaldo era procurado. Leia a reportagem do G1.

Conforme a polícia, o suspeito deixou a cidade após o estupro, mas retornou nos últimos dias. O homem foi encontrado no povoado de Fazenda Lagoa da Pedra, na zona rural de Poções, mesmo local onde ocorreu o crime. Ele os outros dois suspeitos seguem à disposição da Justiça.

Caso
A jovem, que não teve a identidade divulgada, foi atacada no início de julho de 2017. De acordo com a polícia, o crime ocorreu após a jovem, os três suspeitos e dois adolescentes deixarem uma festa na zona rural do município. A vítima saiu de carro com o grupo. Os suspeitos pararam o veículo em um matagal e cometeram o estupro.

O caso foi registrado pela jovem na Delegacia de Poções. A mulher passou por exame de corpo e delito, que confirmou o estupro. Conforme a polícia, os dois adolescentes que estavam no grupo também denunciaram a ação. Os garotos não participaram do crime e, após depoimento, foram liberados, informou a polícia.

por Blog do Anderson

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*