Prefeito de Feira de Santana diz que vai recuperar piso da cidade após período chuvoso

Após diversas reclamações da população acerca das condições do piso da cidade, o prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins Filho, informou, em entrevista ao Acorda Cidade, que está aguardando a diminuição das chuvas para fazer a recuperação das vias, na sede e nos distritos.

De acordo com o prefeito, ele já propôs uma licitação com essa finalidade. “Vou fazer isso tudo, mas é preciso que nós tenhamos um tempo mais firme. Os problemas que a chuva causa nós vamos recuperar, inclusive algumas pavimentações que estamos fazendo tivemos que parar porque a terra está muito molhada e não se aplica fazer esse tipo de trabalho”, afirmou.

Colbert Martins disse que a prefeitura tem em caixa o valor de R$ 1,1 milhão, que não foram gastos com atrações musicais para a Expofeira, e que deverão ser investidos na recuperação do piso. “Vamos licitar a compra de asfalto e o que for necessário a mais vamos buscar. Estive em Brasília para buscar recursos, mas com a greve dos caminhoneiros o dinheiro quase todo está indo pra subsidiar o diesel, porque para baixar o valor, nós estamos pagando, e o governo está tirando das emendas dessas obras todas, que infelizmente nós não vamos poder fazer”.

Compra de equipamentos

O prefeito Colbert informou ainda que a prefeitura deverá contratar empresas e equipamentos. Atualmente, segundo ele, a prefeitura possui quatro patrols, sendo que apenas três estão funcionando.

“Os equipamentos que nós temos não são suficientes para podermos atuar nesse momento. Estamos falando da zona urbana, mas as estradas da zona rural, todas precisam ser recuperadas com patrolamento, cascalho, e com outras alternativas. Já levantamos os valores e vamos contratar o que for preciso para fazer”, salientou.

O gestor destacou que o governo tem consciência que precisa ampliar os serviços de recuperação de vias e acredita que o trabalho deve ser feito em dois ou três meses. “Estamos fazendo alguns tapa-buracos para podermos manter o mínimo, mas vamos precisar de dois ou três meses”.

Artêmia Pires

A respeito da Avenida Artêmia Pires, cuja situação gera uma série de reclamações, Colbert Martins disse que há no local uma intervenção inadequada da Embasa.

“Eu liguei para o presidente da Embasa na segunda-feira. Nove de cada dez problemas da Artêmia Pires foram causados por intervenções da Embasa. É necessário que ela leve água, mas é preciso fechar com qualidade. E o presidente me pediu a relação de tudo que está pendente para dar o andamento necessário”.

Com informações do repórter Paulo José do Acorda Cidade.

Deixe seu comentário

comentários

Leave a Comment