Preso estudante de direito suspeito de matar torcedor do Bahia após o clássico Ba-Vi

O estudante de direito Pietro Henrique Ferreira Caribé Pereira, de 25 anos, o Gringo, foi preso em flagrante, nesta segunda-feira, 10, suspeito de ser um dos autores dos tiros que mataram o torcedor do Bahia Carlos Henrique Santos de Deus, 17, na noite de domingo, 9, na avenida Vasco da Gama, em Salvador. O amigo do adolescente, Isaias Souza Santos, 28, também foi baleado na ação.

A delegada Patrícia Brito, do Departamento de Homicídios, afirma que o crime foi motivado pela rivalidade entre as torcidas tricolor e rubro-negra, já que Pietro é torcedor do Vitória. A delegada informou ainda que ele é integrante da Torcida Uniformizada Os Imbatíveis (TUI). O suspeito diz ser ex-integrante da TUI, segundo o advogado dele, Antônio Glorisman. O crime foi cometido por volta das 20h, após o clássico Ba-Vi pelo Campeonato Baiano, na Arena Fonte Nova. Pietro foi preso no início da tarde desta segunda, na casa da mãe, no Garcia.

“Meu cliente alega que é inocente. Ele foi para a Fonte Nova com a namorada e o cunhado e saiu quando acabou o jogo, por volta das 18h40. Chegou na casa da mãe entre 19h10 e 19h15. Os vizinhos viram”, afirma Glorisman. Conforme a delegada, Pietro foi reconhecido por testemunhas, inclusive por Isaias, que foi baleado de raspão no pescoço. Ele teve alta do Hospital Geral do Estado na manhã desta segunda. Carlos e Isaias passavam a pé pelo posto Shell, quando foram surpreendidos por torcedores do Vitória que estavam em dois ônibus e dois carros.
Fonte: A Tarde.
 

Deixe seu comentário

comentários