Professores de Ribeira do Pombal saem às ruas em defesa dos precatórios

Na sexta feira (04), os professores da rede municipal de Ribeira do Pombal se reuniram e proporcionaram uma das maiores mobilizações já vistas na cidade. A manifestação, que contou com cerca de 400 educadores, foi referente aos precatórios do antigo Fundef (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério).

A categoria reivindica que 60% desses valores devam, conforme dito na lei ,serem repassados aos professores. Os docentes chegaram à conclusão de que não medirão esforços para lutarem por esse dinheiro, caso a administração pública pombalense demonstre alguma resistência neste sentido. E já avisaram, que se preciso for, outras mobilizações serão realizadas.

Vestidos de preto e portando cartazes alusivos aos precatórios e com frases ” Queremos Nossos Precatórios” , “Precatórios Direito do Professor”, “Só Queremos o que é Nosso”, além de discursos firmes proferidos pelos profissionais, durante a mobilização em carros de som nas principais ruas, o movimento chamou a atenção de toda sociedade, sobretudo os empresários, pois se houver o percentual indenizatório repassado aos professores , o comercio local sairá ganhando também, uma vez que esse dinheiro circulará aqui aquecendo e muito a economia de Ribeira do Pombal.

A queda de braço envolvendo os professores e o prefeito Ricardo Maia, dá sinais de que não há prazo para terminar, Isso porque, de um lado a classe do magistério público local entende que os recursos do Fundef devam ser repassados nos seguintes percentuais: 40% investimentos na educação e o restante, 60%, rateados entre os profissionais em educação do município pombalense. Por outro , a gestão já demonstrou a intenção do livre uso dos recursos através de desvinculação via liminar na justiça.

Os recursos do Fundef, que deram origem aos precatórios, são oriundos de uma condenação da União Federal, que teve que realizar o pagamento dos valores correspondentes entre o que foi repassado, a titulo de recursos do Fundef(àquela época, nos anos de 2000 a 206), ao município , e o que deveria ter sido repassado, caso se tivesse utilizado como valor mínimo anual, por aluno, o quantum apurado na forma do artigo 6º, § 1º, lei nº 9424/1996.

por Gazeta do Mell

Deixe seu comentário

Comentarios