Ubatã: Compra de voto viola o direito do eleitor, diz Juiz Eleitoral

O Juiz substituto da Comarca de Ubatã, Antônio Carlos Rodrigues de Morais, afirmou, em entrevista ao repórter Marcos Antônio, da Rádio Povo, que a compra de voto é um retrocesso para a sociedade. “A compra de voto viola o direito do eleitor, a independência. Geralmente as pessoas que utilizam desse expediente sabem das pessoas fragilizadas, que muitas vezes se deixam corromper. É uma situação grave”, disse o Magistrado, que ressaltou que o Ministério Público de Ubatã tem apurado denúncias de compra de voto, mas lembrou que qualquer cidadão pode fazer uma representação apontando irregularidades no pleito eleitoral. “A medida que as denúncias chegam à Justiça Eleitoral a determinação é que sejam julgadas com a maior brevidade possível”, destacou. Em tempo, na última sexta-feira (10) a Justiça Eleitoral realizou uma oitiva de testemunhas numa Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (AIME) proposta pelo suplente de vereador, o advogado Atemilson Mantena (PRB) contra o vereador Wellington Pulu (PSL). Após manifestação do Ministério Público e das partes envolvidas, o juiz deve proferir a sentença. (Ubatã Notícias)

Juiz Antônio Carlos Rodrigues de Morais (Foto: Ubatã Notícias)

Leave a Comment