Senado aprova corte pela metade em fundo para Educação

O Senado aprovou um corte de 50% em uma das fontes de recursos do Fundo Social do Pré-Sal, que é destinado a investimentos em saúde e educação. Através de um projeto de lei, os senadores querem a aplicação de metade dos recursos vindos da venda do petróleo do pré-sal em um novo fundo, voltado para a expansão de gasodutos, além do fundo de participação de Estados e municípios. A proposta ainda precisa passar pela Câmara.

De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, a ideia é que o Brasduto receba 20% dos recursos, enquanto outros 30% vão ser destinados aos fundos de participação.

Quarta (7), os senadores retiraram do texto o item que privilegia a seleção e construção de tubulações que já dispõem de licenciamento ambiental. Agora, quem define a escolha dos gasodutos beneficiados é o comitê gestor do Brasduto.

por Metro1

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*