TCM reprova as contas de 2016 e 2017 da Câmara de Vereadores de Ubatã

O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) reprovou, na última quinta-feira (20), as contas da Câmara Municipal de Ubatã referentes ao exercício de 2016 e 2017. As contas reprovadas de 2016 são de responsabilidade dos ex-presidentes Jaquisson Mendes Brito, o Nino Maragon (PDT); e de Fernando Fernandes (DEM), o FF; já a aprovação das contas do mesmo ano são de responsabilidade de Vado Alexandrinho (PSL). Maragon foi multado em R$ 25 mil e também o TCM determinou ressarcimento de R$ 32.352,94.

Em 2016, a Câmara foi presidida por três presidentes. O TCM também rejeitou as contas de 2017 sob a responsabilidade do atual presidente da Câmara Paulo César Sales (PSL), e determinou multa de R$ 6 mil e ressarcimento de R$ 532.558,11. A decisão do TCM cabe recurso. Ao Ubatã Notícias, o atual e os ex-presidentes – Paulo César, Nino Maragon e FF – afirmaram que vão pedir reconsideração das contas junto ao TCM.

por Ubatã Notícias

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*